O sono existe para que o cérebro possa descansar, favorecendo às crianças, energia para aprender, brincar e serem felizes. Se elas dormirem pouco ou dormirem mal, podem ter um comportamento inquieto, que se irá refletir na irritabilidade ou sonolência, com consequente dificuldade de concentração e de aprendizagem, porque o seu cérebro está cansado.

Todos nós temos crianças, ou já tivemos e sabemos que é de extrema importância para elas o descanso e um sono reparador. Enquanto as crianças dormem, o seu cérebro trabalha, desempenhando funções importantes que enquanto acordadas, não estão ativas. O cérebro enquanto dorme interfere no crescimento, fortalece o corpo e permite-lhes ser mais saudáveis. Quando se diz que “dormir faz crescer”, não passa de uma afirmação popular, no entanto, é mesmo verdade que enquanto se dormem são segregadas algumas hormonas, como a do crescimento.
O tempo aproximado de sono recomendado para as crianças e jovens é o seguinte:
• Dos 0 - 3 meses - 14 a 17 horas;
• Dos 4 - 11 meses - 12 a 15 horas;
• Do 1 - 2 anos - 11 a 14 horas;
• Dos 3 - 5 anos - 10 a 13 horas;
• Dos 6 - 13 anos - 9 a 11 horas;
• Dos 14 - 17 anos - 8 a 10 horas;
• Dos 18 - 25 anos - 7 a 8 horas por dia.
Isto não significa que tenhamos que seguir estes horários à risca, no entanto é indicado que as crianças tenham uma hora fixa para deitar e para acordar, principalmente em idade escolar, porque se a criança ou o adolescente se deitar muito tarde e tiver que se levantar muito cedo, o seu tempo de sono vai ser muito reduzido e vai alterar a capacidade de concentração na escola e consequentemente o seu rendimento escolar.

O sono é uma necessidade básica que vai sofrendo alterações ao longo da nossa vida. Nenhum Ser Humano sobrevive sem dormir, por isso, dormir é muito importante, sendo considerado o sono como uma necessidade básica de vida.
Não existe um número de horas obrigatórias para dormir, mas existe um tempo recomendado para cada etapa da nossa vida, principalmente nas crianças, para que estas possam dormir o tempo necessário.
A falta de descanso e a privação do sono têm algumas consequências, a curto, médio e longo prazo, podendo prejudicar o desenvolvimento cognitivo e a concentração. Se não houver um sono reparador com rotinas e hábitos de sono, a sua concentração pode estar comprometida, logo o rendimento escolar poderá não ser o melhor – quer seja sono em excesso ou défice.
Tendo em conta o quanto é importante para as crianças dormirem bem, não devemos deixar para amanhã aquilo que se deve começar a cuidar hoje porque, ao contrário do que se costuma dizer, nem tudo melhora com o tempo – no caso do sono é muito importante o “ontem” e o “hoje” no “amanha”, pelo que devemos começar agora a ajudar as crianças a dormir melhor.
É muito importante o sono e a qualidade do mesmo nas crianças, adolescentes, jovens e adultos, para que tenham uma vida mais saudável.

 

Madalena Fátima (Enfermeira)